link para página principal link para página principal
Brasília, 19 de junho de 2018 - 05:39
Notícias STF Imprimir
Terça-feira, 01 de dezembro de 2009

Página oficial do STF no Twitter já está no ar

O mais novo canal de comunicação do Supremo Tribunal Federal (STF) com seu público já está funcionando a pleno vapor desde a manhã desta terça-feira (1º). A página oficial do STF no Twitter – rede social criada em 2006 e reconhecida por sua simplicidade e grande agilidade – busca oferecer mais informações sobre tudo o que acontece na Suprema Corte brasileira. Até o momento, a página já conta com 172 seguidores. Acesse já a página oficial do STF no Twitter: www.twitter.com/stf_oficial.

Por meio do Twitter, os seguidores do STF terão acesso, em tempo real, aos principais itens da agenda diária do presidente do Supremo e dos demais ministros, além de se informar sobre as pautas de julgamento do Plenário e saber, em primeira mão, a respeito das ações que chegam à Corte diariamente e sobre as mais importantes decisões proferidas, seja nas Turmas ou no próprio Plenário.

O Plenário Virtual, onde os ministros decidem a aplicação da repercussão geral nos temas em debate no Supremo, também poderá será acompanhado por meio dessa nova ferramenta social.

Os seguidores do STF no Twitter terão ainda acesso a informações sobre os mais recentes vídeos postados na página do Supremo no YouTube, as fotos disponíveis no banco de imagens do site da Corte, as entrevistas dos ministros, e os destaques na programação da TV e da Rádio Justiça.

Twitter

Com apenas três anos de existência, esta rede social já contabiliza mais de 3, 5 milhões de usuários no Brasil, registrando, no mundo, aproximadamente 54 milhões de visitas por mês, segundo sites especializados em tecnologia. Personalidades da política, instituições, artistas e jornalistas estão entre os usuários mais ativos e que têm aproveitado a agilidade e facilidade de uso desta nova ferramenta para se comunicar com seus seguidores.

O Twitter permite que os usuários cadastrados exponham, em no máximo 140 toques – os chamados “tweets”, que podem ser pensamentos, notícias, feitos, projetos, ideias, links para fotos, vídeos ou textos.
O usuário que se cadastra na rede escolhe livremente a quem pretende seguir no Twitter. Ao clicar para seguir alguém, o usuário passa a receber, em sua página inicial e em tempo real, as mensagens postadas por aquele usuário.

Como a interface do Twitter é simples e as mensagens têm tamanho máximo de até 140 caracteres, a rede tem demonstrado, como o YouTube, grande potencial para uso nos atuais aparelhos de celular, conhecidos como smartphones, considerados por muitos profissionais da área de tecnologia como o futuro da comunicação. É a mobilidade a serviço da comunicação do Judiciário com a sociedade, de forma democrática e ágil.

Redes sociais

Com o objetivo de aproximar ainda mais o Judiciário da sociedade, o STF tem acompanhado as inovações tecnológicas e, nesse sentido, além de seu site e da página no Twitter, mantém, desde outubro deste ano, um canal no YouTube, que já é acompanhado de perto por cerca de dois mil parceiros inscritos.

A iniciativa pioneira mostrou que a utilização das mídias digitais como ferramenta de comunicação é uma tendência irreversível. Prova disso é que, em pouco mais de um mês, os vídeos do canal do STF já foram exibidos mais de 300 mil vezes.

O STF foi a primeira Corte Suprema do mundo a ter um canal oficial na comunidade de vídeos mais popular da Internet. A página disponibiliza vídeos de julgamentos realizados na Corte, bem como programas produzidos pela TV Justiça.

Para conferir o canal do STF no YouTube, basta acessar www.youtube.com/stf.


LC/AM

 

* Acompanhe também o dia-a-dia do STF na página oficial do Twitter (www.twitter.com/stf_oficial).



<< Voltar
 
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | STF Push | Canais RSS
Seu navegador n&atilde;o suporta frames.