link para página principal link para página principal
Brasília, 28 de novembro de 2014 - 20:42
Notícias STF Imprimir
Segunda-feira, 14 de maio de 2012

Corregedor do Detran-AC destaca redução de vítimas fatais depois da Lei Seca

O corregedor do Detran-AC, Fábio Eduardo Ferreira, destacou hoje (14) na audiência pública do Supremo Tribunal Federal (STF) que discute a Lei 11.705/08, conhecida como Lei Seca, a redução de mais de 50% no número de vítimas fatais em acidentes de trânsito no Acre no último ano. “Esse resultado só não é mais positivo porque não se pode punir os condutores que se recusam a fazer o exame de alcoolemia no caso do crime de trânsito”, apontou.

Por isso, o representante do Detran-AC defendeu a aprovação pelo Congresso Nacional do projeto que prevê o reconhecimento do crime de trânsito por outros meios probatórios além do teste do bafômetro. A proposição foi aprovada pela Câmara dos Deputados e está em tramitação no Senado. “Segundo matéria publicada na imprensa, 80% dos motoristas que se recusaram a fazer o exame de sangue ou o teste do bafômetro foram absolvidos”, citou.

De acordo com Ferreira, a Lei Seca promoveu uma repercussão social no combate à violência no trânsito, pois os órgãos de fiscalização tiveram de se estruturar para cumprir a legislação, capacitando os agentes de trânsito, comprando bafômetros e lançando campanhas educativas. Além disso, acrescentou, foram criadas ONGs (organizações não governamentais) que combatem a mistura de álcool e direção.

RP/EH



<< Voltar
Enviar esta notícia para um amigo
 
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | STF Push | Canais RSS
Seu navegador n&atilde;o suporta frames.