link para página principal link para página principal
Brasília, 25 de setembro de 2020 - 03:20
Notícias STF Imprimir
Sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Pesquisador da Universidade de Nova York afirma que uso controlado do amianto não causa câncer

A audiência pública convocada pelo ministro Marco Aurélio para debater o uso do amianto questionado na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3937 foi retomada na tarde desta sexta-feira (31) com a exposição de David Bernstein, PhD em Medicina e Toxicologia Ambiental pelo Instituto de Medicina Ambiental da Universidade de Nova York (EUA) e consultor independente em toxicologia de inalação que trabalha para indústrias e governos em todo o mundo.

Bernstein representou a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria do Amianto e do Instituto Brasileiro de Crisotila e afirmou em sua exposição, que teve tradução simultânea para o português, que o amianto cristolita, nas suas aplicações atuais em fibrocimento, não apresenta risco significativo de câncer do pulmão ou mesotelioma para a sociedade ou para a saúde do trabalhador, desde que haja controle e utilização apropriada.

Bernstein apresentou estudos comparativos dos efeitos do amianto anfibólio – especialmente o amosita (amianto marrom) e o crocidolita (amianto azul) – e do crisotila (amianto branco) no corpo humano. Explicou que as fibras dos anfibólios são longas e resistentes, não se dissolvendo no interior do corpo humano sob ação de qualquer índice de PH. Já o amianto crisotila, cuja fibra é mais curta e de menor biopersistência (depuração pulmonar), é rapidamente eliminada do pulmão.

O pesquisador lembrou que, no passado, essas variedades do amianto eram usadas em conjunto e não houve nenhuma tentativa científica de avaliar seus efeitos com base em estudos diferenciados de exposição ao organismo humano. Somente a partir da análise dos diferentes tipos de amianto e da descrição das formas, estruturas e solubilidade de suas fibras no organismo humano foi possível verificar que a inalação dos anfibólios causavam doenças em razão de suas longas fibras permanecerem íntegras nos alvéolos pulmonares, como âncoras. A partir dos mesmos estudos foi possível concluir, segundo Bernstein, que o uso controlado do amianto crisotila não causa riscos para a saúde.

VP/EH



<< Voltar
 
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | STF Push | Canais RSS
Seu navegador n&atilde;o suporta frames.