link para página principal link para página principal
Brasília, 2 de março de 2021 - 10:44
Notícias STF Imprimir
Terça-feira, 26 de novembro de 2013

Abem ressalta necessidade de discussão sobre o ensino de medicina no Brasil

A presidente da Associação Brasileira de Educação Médica (Abem), Jadete Barbosa Lampert, disse hoje (26), durante a audiência pública sobre o Programa Mais Médicos, que a iniciativa do governo é bem-vinda por propor a discussão sobre o modelo de medicina no Brasil, mas que, na prática, ela apresenta riscos significativos para a qualidade do serviço médico. A entidade se posicionou pela rejeição da Medida Provisória (MP) 621/2013, que instituiu o programa.

Jadete afirmou que os médicos ficaram surpresos com a forma como foi apresentado o Programa Mais Médicos, sem a participação das entidades envolvidas na discussão sobre o desafio de se oferecer uma saúde de qualidade no Brasil. Ela disse que a Abem, entidade que trabalha com escolas médicas de graduação e pós-graduação, é reconhecida no Brasil como a principal protagonista na melhoria da educação médica.

Jadete defendeu uma reavaliação do “modelo de ensinar, de assistir e de cuidar” na área médica, frisando a necessidade de se discutir as diretrizes curriculares do ensino de medicina. “O perfil do profissional desejado supera os modelos do século XX”, ponderou. A presidente da Abem informou que no dia 13 de dezembro a entidade realizará um encontro com escolas médicas e outras instituições para discutir as diretrizes curriculares que estão sendo revisadas a partir da criação do Programa Mais Médicos.

A MP 621/2013, convertida na Lei 12.871/2013, introduz alterações na formação dos médicos brasileiros. Determina que aqueles que ingressarem nos cursos de medicina a partir de janeiro de 2015 cumprirão dois ciclos de ensino: o de formação universitária propriamente dita e um outro, de treinamento em serviço, “exclusivamente na atenção básica à saúde” no âmbito do SUS, com duração mínima de dois anos.

RR/AR


 



<< Voltar
 
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | STF Push | Canais RSS
Seu navegador n&atilde;o suporta frames.