link para página principal link para página principal
Brasília, 2 de março de 2021 - 10:49
Notícias STF Imprimir
Terça-feira, 26 de novembro de 2013

Presidente do Ipea destaca falta de médicos em regiões pobres

O ministro interino de Assuntos Estratégicos e presidente do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), Marcelo Côrtes Neri, afirmou hoje (26), em audiência pública no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o Programas Mais Médicos, que pesquisas do órgão revelam a maior concentração de médicos nas regiões Sul e Sudeste do país.  “Os médicos estão onde está o maior poder aquisitivo, não onde estão as pessoas pobres. Os dados mostram isso com clareza”, disse.

O ministro apontou que os levantamentos revelam que a saúde é a maior prioridade dos cidadãos brasileiros e que o setor é o pior avaliado entre os mais pobres. “Pesquisa do Ipea de 2011 mostrou que o maior problema enfrentado pelos brasileiros no SUS é a falta de médicos. O segundo é a demora no atendimento, que tem relação com a falta de médicos”, relatou. Conforme Neri, a formação de médicos aumentou 62% nos últimos dez anos, enquanto a de enfermeiros subiu 575%. “O Mais Médicos pode, inclusive, utilizar esses novos enfermeiros”, sustentou.

Já o técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea Matheus Stivali ressaltou que uma das maiores mudanças no Mais Médicos é o fato de a União atuar no atendimento básico de saúde, que é tarefa dos municípios. “A população deveria acessar o SUS pela atenção básica, que é exatamente onde o programa vai atuar”, frisou.

RP/AR
 



<< Voltar
 
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | STF Push | Canais RSS
Seu navegador n&atilde;o suporta frames.