link para página principal link para página principal
Brasília, 22 de setembro de 2020 - 14:24
Notícias STF Imprimir
Segunda-feira, 17 de março de 2014

Ibope explica como Ecad calcula número de execuções musicais

Ao se manifestar na audiência pública realizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para discutir as alterações na Lei dos Direitos Autorais – tratadas nas Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) 5062 e 5065, o representante do Ibope Luiz Sá Lucas explicou que o trabalho do instituto junto ao Ecad foi o de analisar se os processos de amostragem da entidade estavam de acordo com os melhores princípios estatísticos. Usando o rádio como exemplo, ele explicou a metodologia usada pelo Escritório para chegar ao número de execuções musicais.

Amostra x Censo

Com mais de trinta anos na área de amostragem, Lucas disse que trabalhar com amostras é muito mais seguro do que usar dados censitários, e revelou como o Ecad usa a amostragem para chegar ao número de músicas tocadas, por exemplo, nas rádios do Brasil, para fins de distribuição dos valores arrecadados.

Defendendo a metodologia do Ecad, ele lembrou que enquanto a margem de erro de uma pesquisa eleitoral se situa na faixa de 2% a 3%, o método por amostragem do Ecad, no caso das rádios, fica em 0,2%. Quanto à execução de músicas ao vivo, em 0,3%. Já no carnaval e nas festas juninas, concluiu Lucas, esse índice é praticamente nulo.

MB/EH
 



<< Voltar
 
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | STF Push | Canais RSS
Seu navegador n&atilde;o suporta frames.