link para página principal link para página principal
Brasília, 30 de março de 2020 - 04:00
Notícias STF Imprimir
Segunda-feira, 29 de setembro de 2014

ADI que questionada criação de polícia militar voluntária em Goiás terá rito abreviado

O ministro Luiz Fux, relator da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5163) na qual a Procuradoria Geral da República questiona a lei que instituiu o Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual (SIMVE) na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros Militar de Goiás, adotou o rito abreviado previsto no artigo 12 da Lei das ADIs (Lei 9.868/1999) em razão da relevância do tema.

A medida permite que a decisão na ADI seja tomada em caráter definitivo pelo Plenário do STF, dispensando-se o exame da liminar. O ministro Fux determinou que o governador de Goiás e a Assembleia Legislativa do estado prestem informações em 10 dias. Determinou ainda que, após esse prazo, se dê vista dos autos, sucessivamente, ao advogado-geral da União e ao procurador-geral da República, que terão cinco dias cada qual para se manifestar.

VP/AD

Leia mais:

24/09/2014 – Lei que instituiu polícia militar voluntária em Goiás é alvo de ADI

 

Processos relacionados
ADI 5163


<< Voltar
 
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | STF Push | Canais RSS
Seu navegador n&atilde;o suporta frames.