link para página principal link para página principal
Brasília, 26 de janeiro de 2021 - 00:24
Notícias STF Imprimir
Quarta-feira, 08 de maio de 2019

STF terá sessão especial de exibição do documentário A Juíza, indicado ao Oscar 2019

O Supremo Tribunal Federal (STF) terá, nesta quarta-feira (8), em sessão especial, a exibição do documentário A Juíza, indicado ao Oscar de Melhor Documentário e Melhor Canção Original e lançado no Festival de Sundance, em 2018. O longa retrata a trajetória da juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos, Ruth Bader Ginsburg, pioneira na luta pelos direitos das mulheres. Ginsburg construiu um legado que a transformou em ícone inesperado da cultura pop no auge de seus 86 anos. A exibição no STF é restrita a convidados e ocorrerá na sala de sessões da Primeira Turma, às 18h.

O filme, dirigido por Betsy West e Julie Cohen, coproduzido pela Storyville Films e CNN Films, chega ao circuito brasileiro em 23 de maio e estará disponível em plataformas digitais no Brasil e em toda a América Latina. São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília exibirão o longa nos cinemas e com sessões gratuitas nos quatro primeiros dias de lançamento.

A estreia brasileira faz parte de uma estratégia de mobilização em torno dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, em especial a ODS 5 sobre Equidade de Gênero.

Biografia

A ministra da Suprema Corte dos Estados Unidos Ruth Bader Ginsburg nasceu no Brooklin, Nova York, em 15 de março de 1933. Casou-se com Martin D. Ginsburg em 1954, com quem teve dois filhos: Jane e James. Ela obteve seu diploma de direito na Universidade de Cornell, estudou na Escola de Direito da Universidade de Harvard e fez doutorado na Escola de Direito da Universidade de Columbia. Entre 1959 e 61 trabalhou como assistente de Edmund L. Palmieri, juiz da região sul de Nova York. De 1961 a 63 ela foi sócia de pesquisa e depois sócia-diretora do Projeto da Escola de Direito de Columbia sobre Processos Internacionais.

Foi professora de direito entre 1963 e 1980. Em 1971, teve papel decisivo no lançamento do Projeto sobre Direitos das Mulheres pela American Civil Liberties Union (ACLU, ou Associação Americana pelas Liberdades Civis). Ela foi nomeada juíza para o tribunal de recursos para o Distrito de Columbia em 1980 e indicada como juíza da Suprema Corte pelo presidente Bill Clinton, cargo que assumiu em 10 de agosto de 1993. 

Confira o trailer do documentário.



<< Voltar
 
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | STF Push | Canais RSS
Seu navegador n&atilde;o suporta frames.