link para página principal link para página principal
Brasília, 15 de julho de 2019 - 19:03
Notícias STF Imprimir
Quinta-feira, 14 de abril de 2005

Adepol contesta criação de Instituto Geral de Perícias em Santa Catarina

A Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (Adepol-Brasil) propôs Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 3469), com pedido de liminar, no Supremo Tribunal Federal. A ação questiona artigos da Emenda 39/05 da Constituição de Santa Catarina que instituíram novo órgão de segurança pública chamado Instituto Geral de Perícias.

Segundo a Adepol, a criação do instituto é incompatível com o conteúdo do artigo 144 da Constituição Federal. Esse artigo determina que a segurança pública deve ser exercida pelas polícias federal, rodoviária federal, ferroviária federal, civil, militar e os corpos de bombeiros.

De acordo com a ADI, a Assembléia Legislativa de Santa Catarina contrariou a Constituição ao criar um órgão estadual desvinculado da Polícia Civil. Para a associação, não é permitida a inclusão de outras corporações policiais nas Cartas Estaduais.

A ação pede a concessão de liminar para suspender a criação do instituto, em virtude dos "transtornos que a norma impugnada vem causando nas funções de polícia judiciária e na apuração das infrações penais, a cargo da Polícia Civil do Governo do Estado de Santa Catarina". No mérito, a Adepol requer a declaração de inconstitucionalidade dos artigos questionados. O relator é o ministro Gilmar Mendes.

SJ/EC

Processos relacionados
ADI 3469


<< Voltar
 
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | STF Push | Canais RSS
Seu navegador n&atilde;o suporta frames.