link para página principal link para página principal
Brasília, 22 de outubro de 2020 - 09:06
Linha do Tempo Imprimir

 

       

2001

 

 
  • A Biblioteca recebe a denominação Ministro Victor Nunes Leal, em 18 de abril de 2001. A homenagem ao Ministro deu-se em razão da sua importância  para a sistematização das decisões predominantes do Tribunal por meio das súmulas, das quais foi o grande idealizador. Seu trabalho transcendeu o de magistrado, sendo ele reconhecido, também, pelas arrojadas ideias de racionalização da pauta de julgamentos, pelo empenho em atualizar a publicação da Revista Trimestral de Jurisprudência - RTJ e, ainda, pela atuação como reformador nos procedimentos da Instituição, tornando a prestação jurisdicional mais célere e precisa. Na solenidade, discursou o Ministro Sepúlveda Pertence, e o Presidente do Tribunal era o Ministro Carlos Velloso;
  • Foi realizado o inventário do acervo da Biblioteca.
 
       
       

2003

 

 
  • Em 22 de maio de 2003, a Biblioteca Ministro Victor Nunes Leal recebeu o certificado de qualidade ISO 9001:2000, pelos serviços de atendimento às necessidades de informação de usuários internos e externos, referente às pesquisas de doutrina jurídica e legislação. A placa foi entregue em 30 de maio do mesmo ano. Segundo o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro),  a Biblioteca Ministro Victor Nunes Leal foi uma das primeiras bibliotecas brasileiras a obter essa certificação  (http://revista.ibict.br/index.php/ciinf/article/viewArticle/584/528), ratificada até 2006;
  • Em 11 de dezembro de 2003, foi publicada a Instrução Normativa nº 3, que dispõe sobre o funcionamento da Biblioteca.
 
       
       

2004

 
  • Montada a vitrine de exposição permanente do Ministro Victor Nunes Leal, com documentos da Pasta do Ministro e objetos oriundos da Coordenadoria de Guarda e Conservação de Documentos e da Seção de Memória Institucional, como condecorações, livro de anotação pessoal, a primeira coletânea de Súmulas do STF, editadas pelo Ministro, além da Súmula nº 17, acompanhada de seu antecedente, onde houve a participação do Ministro; 
  • Foi disponibilizado na internet o Banco de Atos Normativos, que apresenta as normas editadas e de interesse para o Supremo Tribunal Federal, tais como Regulamento da Secretaria, Emendas Regimentais, Resoluções editadas desde 1980, Atos Regulamentares, Instruções Normativas, Portarias Conjuntas da Presidência (GP) e normas de prazo e feriados;
  • Assinatura da base de dados HeinOnline, que possibilita o acesso ao texto integral corrente e à coleção retrospectiva de importantes periódicos jurídicos de língua inglesa, sobretudo americanos com disponibilização na intranet;
  • A partir do segundo semestre de 2004, foi montada uma exposição permanente das Novas Aquisições da Biblioteca, com a possibilidade de os usuários manusearem as obras;
  • Início da higienização das obras raras e também da restauração de algumas obras do acervo das Coleções Especiais, em parceria com o Laboratório de Restauração do Supremo Tribunal Federal;
  • Elaborou-se uma lista dos livros mais consultados pelos Gabinetes para fazerem parte da RESERVA ESPECIAL. Dessa forma, os livros com esse status serão emprestados somente para os usuários internos.
     
 
       
       

2005

 
  • O Ato Regulamentar nº 2, de 26 de julho de 2005, alterou o organograma da Coordenadoria de Biblioteca, mantendo a vinculação com a Secretaria de Documentação. O organograma prevê quatro seções: Seção de Gerência do Acervo, Seção de Pesquisa, Seção de Referência e Empréstimo e Seção de Biblioteca Digital; 
  • Aquisição de dois computadores para autoatendimento dos usuários, sendo um destinado ao uso preferencial de portadores de deficiências diversas, gestantes e idosos. Com essa aquisição, totalizaram quatro terminais de autoatendimento.
 
       
       

2006

 
  • As Novas Aquisições e os Sumários de Periódicos passaram a ser publicados na página do Supremo em agosto de 2006, com o objetivo de divulgar livros e periódicos. Anteriormente, esses produtos eram publicados somente em formato impresso;
  • O Banco de Tratados de Extradição passa a ser disponibilizado também na página do Supremo no mês de outubro;
  • Disponibilização, na intranet, da base de dados Constitutions of the Countries of the World, com o texto atualizado e completo, em língua inglesa, das Constituições de 192 países.
 
       
       

   
2007

 

 
  • 1º Seminário de Gestão da Informação Jurídica em Espaços Digitais, realizado em Brasília, de 12 a 14 de fevereiro de 2007, contando com a presença de renomados pesquisadores e estudiosos estrangeiros e nacionais. (http://www.stf.jus.br/sijed/index.htm);
  • Foi lançada,  pela Ministra Ellen Gracie, a primeira versão da Biblioteca Digital, que contava, inicialmente, com as Coleções Obras Completas de Rui Barbosa, Obras Raras e Obras em Domínio Público;
  • Finalização da pesquisa, estruturação dos dados e disponibilização da Linha Sucessória dos Ministros do STF, que apresenta a relação histórica de todos os Ministros do Supremo, desde a instalação da Corte, em 1891, até a data atual, e mostra a evolução da composição das vagas do Tribunal ao longo de sua existência;
  • Apresentação dos produtos da Biblioteca do STF no evento TAPPING INTO THE WORLD OF ELECTRONIC LEGAL KNOWLEDGE, na Cornell University, New York, no período de 7 a 11 de outubro de 2007, pelas servidoras Lílian Januzzi e Mônica Fischer;
  • A implementação do novo site do STF facilitou a atualização dos conteúdos e a disponibilização das informações dos produtos, serviços e informações da Biblioteca aos seus usuários. A chamada para a Biblioteca foi disponibilizada no menu principal da página do Supremo;
  • As Inovações Legislativas passaram por uma modificação no formato de apresentação para meio eletrônico e distribuição aos Gabinetes toda segunda-feira, com divulgação eletrônica, por e-mail, em PDF e link para os textos legislativos integrais.
 
       
       

2008

 
  • Disponibilização das Pastas dos Ministros em formato digital, que apresenta o levantamento biobibliográfico dos Ministros do STF, sendo importante fonte de pesquisa da memória institucional. As Pastas relacionam os documentos que fazem parte da vida profissional de cada Magistrado, desde sua indicação para compor a Suprema Corte até sua aposentadoria, tais como: indicação, termo de posse, decreto de aposentadoria, além de sua produção intelectual, como livros, artigos de revistas e de jornais, entrevistas, discursos, entre outros;  
  • Disponibilização da exposição eletrônica do Ministro aniversariante para os Ministros da composição atual;
  • Disponibilização dos Regimentos Internos Anteriores, contando, inicialmente, com o levantamento completo do ano de 1970, tais como emendas, texto original e texto consolidado. Quanto aos Regimentos dos anos de 1940, 1909 e 1891, foi disponibilizado apenas o texto original e os demais dados estão em fase de levantamento. 
 
       
        
2009  
  • A partir de agosto, disponibilização de wireless (internet sem fio) para os usuários nas dependências da Biblioteca – Cadastramento no Sistema WiFi
  • Em 30 de setembro, lançamento do Instituto Ministro Victor Nunes Leal, em solenidade na Biblioteca do STF. O Ministro aposentado e presidente do Instituto, Sepúlveda Pertence, realizou o lançamento oficial. Esse Instituto visa à divulgação, apoio, incentivo e patrocínio de cursos e ações nos campos educacionais, culturais, científicos e comunitários, além da difusão, divulgação e incentivo à obra do ex-ministro do STF, em especial às publicações de sua autoria. O evento contou com a presença do presidente do STF e do CNJ, à época, Ministro Gilmar Mendes (http://www.youtube.com/watch?v=dmn9PZT1-dU); 
  • Em outubro, Novas Aquisições e Sumários de Periódicos foram lançados com novas funcionalidades, permitindo o pedido eletrônico de cópia impressa ou digital e pedido de empréstimo de livros;   
  • Ainda em outubro, Tratados de Extradição com publicação do conteúdo em novo formato, utilizando a ferramenta Content Management System (CMS). O conteúdo foi revisado, atualizado e organizado de forma a facilitar o acesso às informações; 
  • Em outubro, também, foi feita a mudança no  leiaute dos Símbolos da Justiça e atualização do conteúdo desse link;
  • Realizado o isolamento acústico da Biblioteca;
  • Localização dos manuscritos do Ministro Hahnemann Guimarães, que foram encontrados em caixas no Arquivo do STF;
  • Finalizado o procedimento de colocação de códigos de barras e fitas de proteção nos periódicos do acervo para maior segurança da coleção.

      
 
       

 

 
  Gestor: SEÇÃO DE CONTEÚDOS DIGITAIS Última atualização: 24/08/2016 16:55:35
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | Canais RSS do STF