link para página principal link para página principal
Brasília, 23 de agosto de 2019 - 14:37
Pesquisa Imprimir

Inq/3678 - INQUÉRITO

Classe: Inq
Procedência: PARANÁ
Relator: MIN. MARCO AURÉLIO
Partes AUTOR(A/S)(ES) - MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROC.(A/S)(ES) - PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA
INVEST.(A/S) - JACOB ALFREDO STOFFELS KAEFER
ADV.(A/S) - LAERCION ANTÔNIO WRUBEL
Matéria: DIREITO PENAL | Crimes contra o Patrimônio
DIREITO PROCESSUAL PENAL | Jurisdição e Competência



DECISÃO INQUÉRITO – DILIGÊNCIAS COMPLEMENTARES – DEFERIMENTO.     1. O assessor Dr. Roberto Lisandro Leão prestou as seguintes informações:     O Procurador-Geral da República, à folha 632, aponta a necessidade da realização de diligências complementares. Requer a oitiva do deputado federal Jocab Alfredo Stoffels Kaefer, do procurador da empresa Law Debenture Trust Company of New York, de Darci Luiz Pessali, do representante legal da empresa Deloitte Touch Tohmatsu, dos procuradores da empresa Ost Farm Agropecuária Ltda e Sidnei Nardelli, contador do grupo econômico Diplomata S/A. Pleiteia a expedição de ofício à Junta Comercial do Estado do Paraná, requisitando-se cópias dos atos constitutivos e posteriores das empresas Diplomata Industrial de Alimentos S/A, Klassul Industrial de Alimentos S/A, Attivare Engenharia, Jornal Hoje Ltda e Paper Mídia Ltda, bem como ao Juízo da 1ª Vara Cível da Comarca de Cascavel/PR, requisitando-se reprodução do Incidente nº 25237-98.2013, no Processo de Recuperação Judicial nº 0024946-35.2012.8.16.0021, mencionado na decisão interlocutória proferida pelo Órgão.     2. Deve-se aprofundar a investigação visando elucidar os fatos.     3. Defiro o que requerido pelo Procurador-Geral da República.     4. Providenciem.     5. Publiquem. Brasília, 20 de outubro de 2015. Ministro MARCO AURÉLIO Relator



Este texto não substitui a publicação oficial.


 
  Gestor: Seção de Atendimento Última atualização: 23/08/2019
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | Canais RSS do STF