link para página principal link para página principal
Brasília, 19 de março de 2019 - 02:54
Ministros Imprimir

Outros ministros

José Pereira da Graça (Barão de Aracati)

           JOSÉ PEREIRA DA GRAÇA, filho de José Pereira da Graça e D. Maria Cândida Carneiro Monteiro, nasceu em 14 de março de 1812, na vila de Aracati, da capitania do Ceará. 

           Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais na Faculdade de Direito de Olinda, em 1834.

           Em portaria de 5 de junho de 1835, do Presidente da província do Ceará, foi nomeado Juiz de Direito da comarca de Icó, cargo de que teve confirmação pelo Governo imperial, em decreto de 27 de julho de 1839.

           Foi depois removido, no mesmo cargo, para as comarcas de Pastos Bons, em decreto de 2 de março de 1841, Quixeramobim, em decreto de 10 de julho desse ano, e Aracati, em decreto de 20 de dezembro de 1851.

           Foi nomeado Desembargador da Relação do Maranhão, em decreto de 16 de janeiro de 1857, Adjunto do Tribunal do Comércio da referida província, em decreto de 3 de julho de 1863, e Presidente da mesma Relação, em decreto de 28 de outubro de 1873.

           Em decreto de 22 de dezembro de 1876, foi nomeado Ministro do Supremo Tribunal de Justiça, preenchendo a vaga ocorrida com a aposentadoria concedida a Jerônimo Martiniano Figueira de Mello; tomou posse em 3 de fevereiro do ano seguinte.

           Foi aposentado por decreto de 26 de fevereiro de 1877.

           Militou na política, sendo eleito Deputado, pela província do Ceará, à Assembléia Provincial em diversas legislaturas e à Assembléia-Geral Legislativa na 5ª legislatura (1843-1844), substituindo, até 24 de abril de 1843, o Brigadeiro José Joaquim Coelho e na 8ª (1850-1852).

           Em carta imperial de 20 de julho de 1870, foi nomeado 2º Vice-Presidente da província do Maranhão, tendo nessa qualidade administrado a província por quatro vezes, em 1870, 1871, 1873 e 1875.

           Foi agraciado por D. Pedro II com os títulos do Conselho, em decreto de 15 de julho de 1874, e de Barão de Aracati, em decreto de 19 de março de 1877.

           Foi casado com D. Maria Adelaide de Alencastro, filha de José Joaquim de Alencastro e D. Maria Eduarda Carneiro Leão, havendo do consórcio grande descendência.

           O Barão de Aracati faleceu na cidade do Rio de Janeiro, em 29 de janeiro de 1889 e foi sepultado no Cemitério de São João Batista.
 

 

 
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | STF Push | Canais RSS
Seu navegador não suporta frames.